Programa de Estágio Petrobras 2019




Estudantes interessados deverão realizar as inscrições até o dia 28 de dezembro de 2018.

A Petrobras Distribuidora anunciou que está com novas oportunidades para seu programa de 2019.

De acordo com as informações divulgadas até o momento, estão sendo oferecidas chances para estudantes de diversas áreas em cursos de nível médio, técnico e superior. Podem se inscrever candidatos de todas as regiões do país.


Vagas de estágio Petrobras 2019

Os candidatos interessados em participar desse processo seletivo precisam estar cursando os dois últimos anos de seus respectivos cursos. Essa exigência é válida para todos os níveis.

Os alunos de nível médio que já terminaram seus estudos podem fazer parte do programa de estágio desde que a instituição ofertante do curso informe, através de declaração específica, que essa participação é essencial para que ele possa obter o certificado referente à conclusão do curso.

Além disso, é necessário que o estudante tenha no mínimo 16 anos. As vagas para as áreas operacionais são destinadas apenas para candidatos que tenham 18 anos ou mais.


Remuneração e benefícios oferecidos

Para os alunos de nível médio convencional a remuneração (com o auxílio refeição e o auxílio transporte já inclusos ) será no valor de R$ 1.366,70. Para os estudantes de nível técnico o valor do salário é de R$ 1.582,70.

Por fim, a bolsa-auxílio para os estudantes de nível superior é de R$ 1.930,70. Além disso, vale lembrar que a Petrobras Distribuidora também oferece aos estagiários contratados benefício contra acidentes pessoais.

Aqueles que obtiverem a aprovação desempenharão suas funções em jornadas de trabalho que totalizarão 4 horas por dia: entre 8h e 12h da manhã e entre 13h e 17h da tarde.

É interessante observar que a carga horária para os estudantes do curso de direito será de seis horas ao dia. No mais, a informação da administração é de que os horários poderão ter leves alterações de acordo com a região.

Duração do programa de estágio 2019

De acordo com a organização técnica administrativa desse processo de seleção, o programa de estágio contará com uma duração de 12 meses não prorrogáveis. A única exceção é o caso dos estagiários de cursos de direito. Nessa situação, a prorrogação poderá se dar por igual período.

Segundo a Petrobras, a principal finalidade de seu programa de estágio é oferecer aos estudantes participantes a possibilidade de terem uma experiência bem-sucedida em termos de aprendizagem, relações de trabalho, prática profissional, desenvolvimento sociocultural e capacitação técnica.

Os estudantes serão chamados para as entrevistas conforme as vagas para seus cursos forem surgindo. Durante a fase de seleção, os participantes poderão desenvolver outras tarefas tais como teste via computador e redação, todas destinadas para avaliação.

Os alunos que não conseguirem obter a aprovação continuarão cadastrados até que seja aberto o próximo período de inscrição, sendo que há a possibilidade de que possam ser convocados em uma nova chance.

Como se inscrever no processo seletivo

Os interessados em aproveitar essa oportunidade poderão se inscrever até a data do dia 28 de dezembro. O formulário de inscrição está sendo disponibilizado via internet, por meio do site www.br.com.br/estagios.

Os estudantes que estiverem com alguma dúvida poderão fazer contato pelos números telefônicos 0800-770-1337 ou 4090-1337 para as capitais.

Aqueles que já tenham se inscrito em alguma edição anterior do programa de estágio da Petrobras Distribuidora precisam atualizar as informações no banco de dados da empresa para que possam realizar uma nova inscrição.

A Petrobras foi fundada no ano de 1953, época em que o Brasil era governado por Getúlio Vargas. A sede da empresa encontra-se na cidade do Rio de Janeiro. Uma curiosidade sobre os primórdios da companhia é o fato de que suas primeiras refinarias eram oriundas do Conselho Nacional de Petróleo: uma na Bahia e outra no estado de São Paulo.

Para maiores informações sobre a Petrobras Distribuidora acesse o site http://www.br.com.br/

Denisson A. Soares

Compartilhe esta notícia